Publicado por: Paty | agosto 12, 2009

Saudades da Infância

Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…”

Trecho do Livro o Pequeno Príncipe

 

Essa é uma história que aconteceu há muito tempo. E como todos sabem o tempo não é o melhor amigo das lembranças.

O tempo faz com que as lembranças se derretam e se misturem com outras memórias,  com outros sentimentos, e a história, bem… A história pode virar outra história.

Essa é a história de uma menina que não tinha irmãos e se sentia sozinha, sozinha… Ela desejava mais do que tudo, um irmãozinho para brincar, para cuidar, para dividir sua infância, para diminuir sua solidão.

E então, não sem espera, ele chegou. A menina não tem memórias da espera, mais a memória do dia em que ele chegou é muito viva. Lembra-se de estar na porta da cozinha, a mãe, que usava um longo vestido branco, é levada para a maternidade pelo tio: a bolsa (seja lá o que isso fosse) tinha estourado!

O pai leva a menina ao hospital para conhecer o irmãozinho. Criança não podia entrar no berçário. Mais o pai não se deu por vencido, a pega no colo, dribla a segurança e alguns minutos depois ela estava com a cara no vidro, olhando um montão de bebês enroladinhos em seus xales. O pai aponta, é o terceiro… A menina então olha maravilhada para aquela pequena criatura que seria seu irmão. A menina nunca esqueceu aquele momento, em que o irmãozinho a cativou para sempre.

Quando a mãe sai da maternidade, a menina orgulhosa carrega, meio sem jeito ainda, o irmãozinho até o carro. Que coisa mais incrível era um bebê…

A menina se lembra das horas que passou ao lado de berço observando o sono do irmãozinho, sem fazer barulho para ele não acordar. Mais louca para que ele acordasse, pois assim, enquanto ela falasse com ele mostrando os brinquedos, ele sorriria de volta.

Como era lindo aquele irmãozinho. Ela adorava passear com ele no carrinho de bebê e ouvir as pessoas comentando, como é lindo esse seu irmãozinho! Ele tinha os cabelos dourados, dourados e olhos azuis como o céu.

Passou o tempo de engatinhar e chegou o tempo de andar e brincar, e quanto mais ele crescia mais eles brincavam juntos. E como se divertiam! A menina só tinha de prestar atenção nas brincadeiras propostas, pois o irmãozinho levava muito a sério tudo o que a menina, irmã mais velha, dizia.

Quando pela primeira vez, a menina leu o Pequeno Príncipe, teve a certeza que o escritor havia se inspirado em seu irmãozinho… Ele era o príncipe do livro, cabelos cor de ouro… Com a mesma doçura e ingenuidade (que fez o irmãozinho sofrer muito na infância) do principezinho da história. Esse passou então a ser um de seus livros prediletos.

 A menina foi meio irmã e meio mãe do irmãozinho. Passada a infância a menina, já adolescente torna-se irmã-amiga-mãe. Muitos segredos foram divididos nessa etapa, houve apoio mútuo na superação de muitas fases.

A menina, hoje mulher, se orgulha ao perceber que contribuiu para muitas escolhas do irmão, hoje homem feito. Orgulha-se principalmente da integridade e do caráter do irmão, que ela ajudou a formar. Orgulha-se do vinculo indissolúvel que essa relação possibilitou.

A menina, hoje mulher, quando fecha os olhos, pode quase escutar o riso, as palavras ditas pelo irmãozinho de forma errada, as canções e brincadeiras de roda… Olhos azuis como o céu, cabelos cor de ouro do seu pequeno príncipe brincando ao sol.

 

Anúncios

Responses

  1. Li todos os posts e me atualizei…desculpe a demora.
    Olha, acho que deve investir nesse lado, quem sabe não dá um pocket de poesias.
    Beijinhos e te amo!

  2. Tks ! Tb Te Amo !!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: