Publicado por: Paty | setembro 6, 2008

Setembro

“Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser”. (Mário Quintana)

Para eles setembro é um mês bastante especial, e não é pela Primavera e nem pelas comemorações da pátria.

Foi em setembro, a exatamente uma década atrás, que eles se conheceram. Estudantes ainda, sem dinheiro no bolso mais com muitos sonhos na cabeça. Ela só queria encontrar um cara legal, que soubesse de verdade o que queria e que não tivesse medo de se envolver. Ele desejava o mesmo.

Eram (e ainda são) muito diferentes, no jeito de pensar e de agir e até em muitas crenças. Mais descobriram que isso não tem nenhuma importância.

O tempo foi passando, muitos problemas também, de grana, de falta tempo, de coisas que acontecem e niguém entende, de atitudes que não se encaixam, de incertezas, de altos e de baixos… Mais descobriram também que isso não tem nenhuma importância.

Ela não revela como eles se conheceram, só diz que foi totalmente inesperado e não foi de forma usual Assim, essa história que começou de forma tão inesperada foi se construindo, a ponto dos amigos, quando o outro não está, sempre perguntarem: “como vai fulano, vocês estão bem?!”. A história dos dois está tão entrelaçada que já não é mais possível para os outros vê-los separados ou como um só.

Ela se orgulha de ter construído uma história de amor assim, perene. Essa história mudou muita coisa nela e ela tem certeza que nele também.

Ela entende agora porque todo mundo diz que paixão e amor são coisas muito diferentes, e porque muitos não resistem juntos quando a primeira acaba. Entretanto, um amor que atravessa os anos assim amadurece, e traz consigo uma compreensão tão plena do outro que não é possível colocá-la em palavras. Traz também cumplicidade e confiança.

Não é fácil se tornar tão íntimo de alguém a ponto de que o outro conheça todas as qualidades e defeitos, mais acreditem, isso faz um bem enorme “nos transforma no melhor que podemos ser”.

Estão prestes a dar um passo importante nessa história de uma década. Apesar da vida conturbada que os dois têm levado, eles serão capazes de ter serenidade e continuar escrevendo essa história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: